domingo, 29 de agosto de 2010

Outros exemplos de agricultura urbana - Europa

● Um fantástico exemplo de aproveitamento de espaço abandonado no centro de Berlim (o vídeo é em inglês, mas, como dizem, as imagens valem mais que …): www.monocle.com/sections/business/Web-Articles/Prinzessinnengarten/

One Pot Pledge® é uma campanha a decorrer no Reino Unido que se propõe envolver 30.000 pessoas que nunca experimentaram cultivar nada – assumindo a “Promessa de um Vaso”, os interessados comprometem-se plantar 1 planta comestível durante este ano! www.onepotpledge.org/

GROFUN/”Growing real organic food in urban neighbourhoods” (Cultivando comida orgância em bairros urbanos”) pretende aumentar produção e nº de produtores de alimentos urbanos, incluindo, entre outras iniciativas, eventos de convívio e o projecto “Many Hands”. Aqui quem não tem espaço próprio pode envolver-se na horta partilhada; mas quem queira ajuda de outros no cultivo do seu próprio terreno, pode também consegui-lo em troca de um contributo para o projecto comum: www.grofun.org.uk (há também um grupo de discussão online http://groups.yahoo.com/group/GROFUN/ e uma página no Facebook)

CapitalGrowth é uma campanha a decorrer em Londres com diversas actividades que visam “ajudar os londrinos a transformar a capital criando 2012 novos espaços para cultivar alimentos até ao final de 2012” : www.capitalgrowth.org

Incredible Edible Todmorden: Enquanto em Copenhaga se decidia ou que se iria ou não fazer, uma comunidade de Londres mostrava com esta iniciativa, que “pretende aumentar a quantidade de alimentos produzidos e consumidos na cidade”, como localmente se pode “fazer a diferença”. Para que outras “incríveis comunidades comestíveis” :-) vão surgindo, propõem nomeadamente “10 for ’10” :”10 propostas práticas, bem viáveis, que se podem concretizar já em 2010. Leia sobre estas propostas bem simples e as actividades locais em www.incredible-edible-todmorden.co.uk/

● De natureza bem diferente, a “Food Climate Research Network” é uma rede investigação que procura compreender melhor como é que o sistema alimentar contibui para a emissão de gases de efeito de estufa e investigar e promover modos de os reduzir, estando presente no Facebook

Sem comentários:

Enviar um comentário

Agradecemos o seu comentário!
A publicação ficará a aguardar moderação (esperamos que não mais que 1 ou 2 dias...)

Ocorreu um erro neste dispositivo