sábado, 29 de maio de 2010

Mobilidade Sustentável: Boas práticas... e Faro

Referiu-se noutro post a existência de um Plano de Mobilidade Sustentável do Concelho de Faro e a inclusão do município entre os 40 seleccionados no âmbito do Projecto Mobilidade Sustentável (http://www.mobilidade.weblx.net/).
Ficou na altura a dúvida sobre actividades efectivamente desenvolvidas nesse quadro.

A recente publicação, pelo projecto, do "Manual do Projecto Mobilidade Sustentável" (2 volumes disponíveis online), traz nova informação sobre este tema:

Neste Manual de Boas Práticas são incluídas 2 fichas relativas a intervenções no Concelho de Faro, de que se incluem adiante breves excertos. Em ambos os casos, está feito o diagnóstico e uma proposta de intervenção - resta agora a sua execução...


Ficha 5.4.3: Modelo urbano orientado para o transporte público de Montenegro e Gambelas – Faro
"(...) tem de se repensar os Planos de Ordenamento do Território e os Planos de Mobilidade convencionais, reconhecendo-se que as redes de transporte de baixo carbono devem estar baseadas sobretudo numa mobilidade inter-regional e regional ferroviária e em movimentos locais a pé, em bicicleta e em transportes colectivos.
Com esta proposta de intervenção pretende-se articular a urbanização e a provisão
de transportes nos aglomerados do Montenegro e de Gambelas, de forma a reduzir a
necessidade de uso do transporte individual. Também permitirá a um maior número de pessoas uma boa acessibilidade aos transportes públicos."

Ficha 5.8.2: Corredor pedonal acessível para todos em Faro
"(...) a ACAPO manifestou interesse em tornar acessível um corredor pedonal entre a sua sede (Rua António Bernardo da Cruz) e a Estação de Comboios de Faro, passando pelo Mercado Municipal, o Teatro Lethes e o Terminal Rodoviário, numa extensão de cerca de 2 km. Para tal foi necessário fazer o diagnóstico das barreiras urbanísticas actualmente existentes no corredor pedonal proposto e projectar estes espaços urbanos de acordo com os princípios do Design Universal, de forma a garantir, a todos os cidadãos, o direito ao acesso físico à cidade e aos serviços associados."
A estratégia de intervenção contempla diversas medidas técnicas e algumas medidas gerais.
"O projecto e execução do corredor pedonal acessível estão a cargo da Câmara Municipal de Faro que poderá recorrer a fontes comunitárias de financiamento."

(Fonte: "PROJECTO MOBILIDADE SUSTENTÁVEL. Volume II – Manual de Boas Práticas para uma Mobilidade Sustentável", APA: Amadora, 2010. http://www.mobilidade.weblx.net/manual/volume2.pdf
Autoria das fichas referidas: Manuela Rosa, Universidade do Algarve)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Agradecemos o seu comentário!
A publicação ficará a aguardar moderação (esperamos que não mais que 1 ou 2 dias...)

Ocorreu um erro neste dispositivo